(+351) 914 539 511 mail@lands.pt

O Parque Natural da Ria Formosa no Algarve

Saiba mais sobre a Ria Formosa, uma área protegida no sul de Portugal que é um dos locais a visitar durante as suas férias no Algarve. 

O Parque Natural da Ria Formosa no Algarve

Situada no Algarve, a Ria Formosa é um Parque Natural desde 1987.

É a maior zona húmida do sul de Portugal e tem uma área de cerca de 18.400 hectares. Trata-se de um espectacular sistema de ilhas-barreira com quase 60 km de comprimento composto por 2 penínsulas (Ancão e Cacela) e 5 ilhas-barreira (Barreta também conhecida como Ilha Deserta, Ilha da Culatra, Ilha da Armona, Ilha de Tavira e Ilha de Cabanas) e uma vasta área de sapal.

The Ria Formosa Nature Park covers a huge variety of habitats organized in mosaics like sand-dunes, salt marshes, tidal flats, islets, salt pans, fresh water marshes and ponds, pine woods and agriculture fields. It is one of the most precious treasures of the Algarve’s ecosystem bursting with wildlife to discover. Reflecting its importance, Ria Formosa is also classified as a Wetland of International Importance (Ramsar Site) and as Special Protection Area, and is included in the Site of Community Importance Ria Formosa-Castro Marim (Natura 2000 Network).

A área é particularmente importante para a avifauna, especialmente para as aves aquáticas. Trata-se de uma zona muito importante durante a época de invernada para as aves aquáticas, em particular para as aves limícolas e os patos. É ainda um elo importante na rede de zonas húmidas que se estende desde o norte da Europa até à África subsariana, sendo um ponto chave de paragem para as aves aquáticas em movimento entre os dois continentes e acolhe espécies raras em Portugal como a Galinha-sultana ou Caimão que é o símbolo deste parque natural.

A importância desta área não se limita à avifauna. As dunas e as salinas apresentam uma vegetação rica e única, especialmente adaptada a estes ambientes. A laguna é ainda muito importante como zona de maternidade para muitas espécies de peixes que passam seus estágios iniciais de desenvolvimento nas águas pouco profundas desta laguna.

A produção de moluscos bivalves ocupa mais de 1000 ha e é responsável por cerca de 80% das exportações portuguesas de amêijoas.

Uma população residente de 7.500 pessoas dentro dos limites do parque, mas no verão estes números podem triplicar. A população residente está intimamente ligada à Ria Formosa e às actividades humanas aqui praticadas como é o caso da pesca, da piscicultura, a produção de bivalves e a extração de sal.

Classified as a Nature Reserve in the 70s, this protection status was elevated to a Natural Park in 1987 because of the increased need of regulation of tourism and urban pressure as well as due to the need of planning the surrounding territory.

Este extraordinário Parque Natural é um dos locais a visitar durante as suas férias no Algarve.

pt_PTPortuguês